Rede social, abalo mental

O brasileiro gasta, em média, cerca de 3 horas diárias acessando redes sociais. Além de gastar aproximadamente 9 horas por dia acessando a internet, 1/3 deste tempo é dedicado às redes de interação social. As redes mais usadas pelos brasileiros são, respectivamente: Youtube, Facebook, Whatsapp, Facebook Messenger, Instagram e outras. Estes dados são de uma matéria realizada pelo portal Techtudo.

giphy43

Se pararmos para pensar, 3 horas diárias gastos em redes sociais é quase a carga horária gasta em um curso de graduação, com a pequena diferença de que ao final deste último, você estará capacitado a exercer uma profissão de nível superior.

giphy44

Podemos, claramente, indicar que estes recursos tecnológicos se tornaram um vício na vida dos brasileiros. E isso com certeza é um problema! O mecanismo de algumas redes sociais como o Facebook e o Instagram nos condicionam a apertar um botão (atualizar a página, por exemplo) e esperar que algo de diferente aconteça.

No caso do Instagram, quando atualizamos a página, novas fotos e stories aparecem. Já no Facebook, quando o atualizamos, novas postagens são mostradas em nosso feed de notícias. Este comportamento de puxar uma alavanca, apertar um botão ou qualquer atitude que seja para receber uma recompensa (uma atualização) é um teste velho conhecido dos ratos em laboratórios. Você pode se questionar se ver novas fotos ou postagens representa mesmo uma recompensa e eu te respondo que, na era da informação, quem está mais atualizado é rei!

Outro fator que ajuda muito a alimentar o vício pelas redes sociais é a facilidade com que acessamos a internet nos dias de hoje. Antigamente, para acessar a internet era necessário que esperássemos até a meia-noite durante os dias de semana, ou então no sábado, a partir das 14 horas. Navegar na internet era caríssimo há 15 anos atrás, o que já não representa uma realidade atual. Com a dependência dos smartphones, as pessoas saem de casa sem guarda-chuva, sem sapatos ou sem roupa, mas não se esquecem dos telefones. A proximidade destes aparelhos ao ser humano tornou e continua tornando ainda mais fácil acessar as redes sociais de maneira automática, sem que sequer percebamos o que estamos fazendo.

giphy45

Todo mundo anda sem tempo e isso acaba causando diversos automatismos no dia a dia. Comemos sem prestar atenção no que estamos ingerindo, assistimos a séries com o telefone em mãos. Ficou cada vez mais fácil ter comportamentos mecânicos e nos tornarmos reféns de aplicativos que deveriam nos ajudar ao invés de nos escravizar.

giphy46

Outro ponto que devemos tratar é sabermos o que o uso de redes sociais (com frequência) pode causar em se tratando de transtornos mentais. Em geral, o ser humano busca aprovação para suas atitudes. O que é melhor para refletir a ação de querer ser aprovado do que o mecanismo das redes sociais, não é mesmo? A busca por likes afeta desde os grandes influenciadores digitais, que necessitam desta aprovação para garantir o sustento, até o vizinho. Você já deve ter visto alguém postar uma foto, você tentar curtir esta mesma foto e de repente a foto não está mais disponível, não é mesmo? Quem é muito assíduo nas redes sabe a sensação de fracasso que é postar algo e, 24 horas depois, não receber um número legal de curtidas. Mas vamos refletir um pouco: o que é um número legal de curtidas e o mais importante, por que precisamos delas?

giphy47

Você não pede aprovação para seus amigos para ir ao banheiro, para se matricular no curso que deseja ou para passar o domingo inteiro com sua mãe. Mas nas redes sociais você pede! Estar consciente e perceber quão tóxica pode ser essa necessidade de aprovação é o primeiro passo para mudar os hábitos de dependência digital e social.

Minha vida é uma grande porcaria

Além da necessidade de aprovação que costuma nos assombra quando utilizamos as redes sociais, existe o efeito comparação. É inevitável comparar sua vida à de outras pessoas. A mente compara e julga o TEMPO TODO. Não é de se espantar que ela faça isso no ambiente virtual também. O problema é que a vida refletida nas redes sociais é, em grande maioria, mentira. Mas nossa cabeça não consegue enxergar isso, não consegue racionalizar. Então você está lá, sentada no seu sofá em um dia de domingo, sofrendo com um calor infernal e vê uma foto da sua amiga na praia. Ela não esclarece que a foto é antiga e que, na verdade, está sentada em sua cama, também sofrendo com o calor. Mas sua cabeça tem a certeza absoluta de que sua amiga está na praia, curtindo uma brisa tropical, tomando um bom drink servido no abacaxi. Nesse exato momento, você olha para o seu contexto, passando calor no sofá e inevitavelmente sua mente conclui que sua vida é uma droga.

giphy48

Sua cabeça não quer saber se você tem sucos naturais na geladeira, um bom chuveiro para se refrescar e ótimos livros para ler. Ela acha que você está péssima porque há gente em uma situação supostamente melhor que a sua – ainda que isso não seja verdade. E assim o ciclo se repete na segunda, terça, quarta, quinta, sexta, até que você começa a odiar boa parte das coisas que vive ou tem.

E aí, depois de toda essa problematização, você me pergunta: ok, eu entendo os danos que o uso de redes sociais pode causar na minha vida, mas o que eu posso fazer para mudar?

Que bom que você perguntou! (se não perguntasse eu responderia do mesmo jeito)

Detox digital

Nós já passamos pelo primeiro passo que é identificarmos que há um problema e acredite, tem gente que sequer compreende que pode acontecer isso. Considere-se vitorioso aqui mesmo, nesta etapa. O segundo passo é se propor a fazer um detox digital, em especial sobre as redes sociais.

Você pode:

  • Deixar o telefone longe da cama para evitar acessar as redes sociais logo que acorda
  • Impor limites de tempo e horário para as redes sociais especificamente
  • Desativar as notificações para evitar que você fique tentado a acessá-las logo que ocorra um novo acontecimento
  • Desinstalar as redes sociais durante a semana e reinstalar aos finais de semana
  • Desinstalar as redes sociais logo pela manhã e reinstalar à noite

Os métodos são variados e você deve testar o que funciona melhor para seu tipo de personalidade, jeito, etc. Não há receita de bolo, apesar de podermos traçar um ponto de partida. Há quem viva bem acessando redes sociais de maneira regrada no dia a dia. Já outras pessoas precisam de uma atitude mais radical, excluindo as redes sociais e ficando 1 mês sem acessar nada, como um velho da montanha. Não importa o método que você vai escolher, contanto que ele funcione. Não adianta escolher uma estratégia de detox digital que não vai funcionar para você.

As vezes, é melhor andar um passo de cada vez e está tudo bem, o importante é começar.

Reavaliação

Após o período de detox digital, observe os efeitos que esta atitude causou em sua vida. Você vai notar que vai ficar menos ansioso, triste e com mais energia. Vai notar que seu tempo vai render muito, pois o tempo que era gasto com as redes antes, agora é gasto com outras atividades. Vai notar que vai dormir melhor, caso opte por não acessar redes sociais logo antes de se deitar. Ou então, caso você nem utilize tanto assim as redes sociais, não vai notar grandes diferenças em sua rotina e no seu comportamento.

Observe as mudanças que irão ocorrer e siga repetindo o que for benéfico. O que não agregar em nada, mude! E não se esqueça de postar suas percepções do detox! Ok, esta última foi brincadeira…

giphy49

Um comentário sobre “Rede social, abalo mental

  1. Caramba, nunca ia chutar que o Youtube tinha atingido primeiro lugar.
    Ótimas dicas. As únicas redes que uso no momento são Youtube e Instagram. Estava passando tempo demais no Youtube, me afastei e sinto ter sido realmente o melhor. Instagram sempre consumi com controle, nunca passo de 30 minutos diários. Os benefícios de evitar uso prolongado de redes sociais são realmente grandes. Uma pena o pessoal estar meio cego em relação à isso.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s