Guia de Segurança na Internet para Crianças

Apesar de o termo “nativos digitais” se referir aos nascidos após a década de 1980, este termo é bastante utilizado no meio educacional para definir as crianças e adolescentes que nasceram após o surgimento das novas tecnologias. As crianças de hoje possuem amplo acesso à internet (o que costuma deixar os pais bastante preocupados). Com a correria do dia a dia, os pais acabam recorrendo aos tablets e smartphones para distrair os pequenos, o que pode ser um grande problema.

A internet não tá pra brincadeira

A internet é um grande iceberg, onde vemos apenas a ponta que aparece, mas que esconde uma imensidão de problemas e perigos, bem como nessa imagem:

Surfando nessa onda louca que é a internet, acabamos nos perdendo num emaranhado de informações, não vendo os perigos que podem atingir as crianças, tão desprotegidas, usando a rede para seus jogos e vídeos de desenhos animados e youtubers. Como pai ou mãe (ou os dois), é importante que você saiba dos perigos aos quais estão sujeitas as crianças neste universo tão sombrio. Para isso, o Ficou Ótimo trouxe um guia rápido para você ficar por dentro dos perigos mais comuns que a internet oferece aos pequenos. Assim você pode conversar com seus filhos evitar maiores problemas.

 

  • 1 – Exposição

pixabay

Crianças reúnem dois elementos que tornam sua interação com a internet bastante perigosa: falta de atenção e de maldade. Com esse combo, a internet vira uma zona de perigo imenso para os pequenos. A falta de maldade faz com que eles se exponham demais, tornando-se vulneráveis para criminosos. Já a falta de atenção entra aqui: você vai ter que repetir os ensinamentos até que seu filho tenha aprendido de vez!

Quando postamos fotos ou qualquer outro tipo de conteúdo na internet, não paramos para raciocinar nas informações que estão sendo transmitidas através da postagem. O que parece uma inocente foto pode ser uma grande fonte de informações pessoais, prontas para serem coletadas por algum criminoso.

Ao postar conteúdos, em especial fotos, evite:

  • Mostrar o uniforme da escola aonde seu filho estuda
  • Marcar a localização em aplicativos como Instagram, Facebook, etc
  • Dizer o nome da cidade, bairro ou cidade onde moram
  • Tirar foto e identificar o evento onde esteve ou está indo
  • Revelar dados pessoais de familiares como nome, onde trabalham, onde estudam, pra que time torcem, que músicas gostam de ouvir

Por que fazer isso?

A engenharia social é utilizada para obter o máximo de informações de uma pessoa para que aquilo seja usado em algum ataque criminoso. Saber onde seu filho estuda e para que time você torce, por exemplo, pode motivar alguém a tentar sequestrar seu filho com alguma desculpa como “Vamos ao jogo do Galo, o papai já está lá te esperando”.

  • 2 – Grooming

bdmkmd4hfs
Retirada de: https://steemit.com/steemiteducation/@lopzdaniel/child-grooming-protection-against-child-sexual-abuse-through-the-internet-32cb499141fc2est

Grooming é quando um adulto se disfarça de algum personagem/pessoa para conquistar a confiança de uma criança com o intuito de obter contato sexual com ela. Geralmente o adulto se disfarça de criança, para que a criança enganada pense que tem um amigo virtual, mas pode acontecer de outras formas.

Como combater?

Converse com seu filho sobre os perigos de conversar com pessoas estranhas. Explique a ele que as pessoas podem adivinhar informações a respeito e como elas podem usar essas informações para fazer coisas ruins.

 

  • 3 – Phishing

phishing-3390518_960_720

Phishing é a técnica que usa uma página de internet falsa para obter dados pessoais de um usuário.

Como isso pode ser perigoso para a criança?

Caso a criança já consiga realizar logins e tenha cadastro em algum site (como sites de jogos ou de empresas voltadas para o público infantil), ao inserir seus dados em uma página falsa, seu e-mail e senha podem ser roubados por criminosos. Com isso, dados cadastrados nestes sites – há sites onde cadastramos documentos pessoais, endereços e até um contato de emergência –  podem ser acessados.

Como combater?

Instrua seu filho sobre páginas confiáveis na internet. Informe também sobre o perigo de deixar sua conta de e-mail conectada, pois permite que outras pessoas tenham acesso a dados pessoais, que podem ser utilizados de maneira indevida.

 

  • 4 – Cyberbulling

cyberbullying

O bullying tem sido um grande problema para as crianças de hoje em dia e na internet isso não é diferente. O cyberbullying é a ação de assediar ou agredir alguém através da rede. O bullying pode causar sérios transtornos mentais ainda na infância, além de prejudicar o desenvolvimento da criança e do adolescente, causando insônia, falta de apetite, ansiedade e até depressão.

Como combater?

O melhor conselho que eu poderia dar para pais é evitar ao máximo que a criança utilize redes sociais, locais onde ocorrem a maior parte dos ataques de cyberbulling. Entretanto, esta não é uma realidade nos dias de hoje. Já que não há como privar nossas crianças dos perigos da internet, devemos adverti-las. Converse com seu filho sobre ele não considerar a opinião das pessoas como verdade. Instrua a ele que opinião é algo individual e que não interessa quantas pessoas pensem de maneira igual, importa o que ELE pensa a respeito do assunto.

  • 5 – Fake News

640px-fake_news

Fake News é o nome em inglês para notícias falsas. Notícias falsas podem parecer inofensivas, mas não são. Para formarmos nossas opiniões, absorvemos informações. Se consumimos informações falsas e acreditamos que aquilo é verdade, formamos opiniões incorretas e isso pode prejudicar tanto a nós mesmos quanto a muitas outras pessoas. Um bom exemplo do perigo das fake news é o caso de uma mulher no Guarujá, que foi espancada e morta devido a um boato gerado na internetPode parecer mentira, fake news, mas isso realmente aconteceu! Você pode conferir essa notícia clicando aqui.

Como combater?

Ensine às crianças sobre como duvidar de uma notícia, analisando aspectos como:

  • Esta notícia é atual?
  • Quem escreveu esta notícia? Está identificado o autor da notícia ou ela está sem referência de autoria?
  • Esta notícia está publicada em um site de confiança, como sites de jornais tradicionais, portais ou órgãos públicos e empresas conhecidas?
  • Esta notícia parece real?
  • Esta notícia foi compartilhada por alguém que costuma enviar notícias reais ou mais boatos?

Combater os perigos da internet para os pequenos não é uma tarefa fácil, mas é possível. Temos que ficar atentos para ajudar nossas crianças a não caírem em golpes, o que pode acabar em uma grande tragédia. Espero que estas dicas tenham ajudado um pouco. Se quiserem saber mais sobre segurança da informação para crianças (adultos e idosos também), comente abaixo. Compartilhe este post, informação boa é informação compartilhada! 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s