Saia um pouco do Instagram nessa quarentena

Quando tirei essa foto estava ansiosa. E eu percebi o que foi que causou isso tudo: o Instagram. Percebi que nos dias em que não escolho tarefas para fazer, me sinto perdida, com dificuldade para escolher uma atividade e acabo indo automaticamente para o Instagram. Vou abrindo as fotos, lendo as legendas, mas só passando o olho.

Parece que espero encontrar algo que ainda não sei o que é.Parei pra pensar e era o sucesso. O sucesso do meu perfil. O famoso dia em que eu vou poder viver de ajudar as pessoas com otimização de rotinas e produtividade. E eu estou postando isso aqui pra você ver que suas crises não são sozinhas. Escrevo esse texto para que você possa ter a certeza de que você não fica ansiosa “a toa” e nada do que você sente pode ser classificado como inútil.

Eu sofro, como qualquer outra pessoa. Sofro ansiedade, tinha crises de me entupir de doce, até meu estômago ficar enjoado. Nesse dia mesmo comi uma lata de leite condensado. Isso não era comum há alguns meses, voltou a ser com a quarentena. É difícil encarar um período assim, em que não se pode abraçar seus pais, ou sair para caminhar.

E pensar que muitas vezes, durante a rotina e o cansaço do trabalho eu pensei “não queria ir lá hoje, estou tão cansada”. E não fui!

A vida tem dessas coisas: fazer com que a gente altere completamente a percepção de uma situação, mudando um contexto aqui ou ali.No empreendedorismo não é diferente. Num dia sou grata por ter um emprego, que me financia até que eu busque meus sonhos e consiga viver como consultora em otimização. Já por outro lado, em alguns dias me canso, me frustro e me entristeço por ainda não ter chegado lá.

O que eu consigo pensar agora é largar o Instagram de lado um pouco. Usá-lo mais como produtora de conteúdo do que como consumidora. São as pequenas ações que nos ajudam. Têm de ser.

Se você tem se percebido assim nestes últimos dias, saia destes mecanismos que te fazem treinar um comportamento acelerado, como rolar o feed ou ler rápido demais.

E lembre-se: tá tudo bem não estar tudo bem!

Beijos! Fiquem bem na quarentena! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: